Retrospectiva 2011: 5 melhores clipes

dezembro 19, 2011 at 8:35 am (musicas e afins, Opinião, Top)

Resolvi que faria uma retrospectiva de tudo que eu gostei esse ano. Aquilo que me marcou, aquilo que eu gostei. Não tenho pretensão alguma de bancar a crítica renomada ou conceitual, apenas dizer aqui que eu gostei e os motivos disso. As postagens que iram seguir aqui no Blog são inteiramente pessoais e totalmente parciais

5 melhores clipes

Mafalda Morfina – Café-com-leite

Conheci Mafalda Morfina em outubro de 2005 num show da banda no Ceara Music. Gostei do jeito diferente do som da banda e acabei acompanhando os shows que eles faziam por aqui. Café-com-leite eu não lembro se ouvi numa calourada nos meus tempos de estadual ou numa ida ao Acervo, sei que desde que ouvi se tornou uma das minhas música favoritas (senão a favorita) da banda.
Quando soube que sairia o clipe em outubro fiquei bem empolgada e mais empolgada ainda ao ver o resultado do trabalho. O ruído usado no filme para gravar, o tipo de luz suave e meio lúdica são dois pontos que eu amo. E amo a simplicidade dele também, Mafalda tem essa característica, é simples e é o que eu mais gosto na banda. É um clipe fofo para uma música fofa.

Kenny Chesney – You and tequila

You and Tequila é um clipe e uma música premiadíssima. Kenny Chesney até ganhou CMT Artist of the Year. É um cantor country incrível mesmo. Tenho um caso com o country já tem algum tempo e esse ano cresceu bastante. Acho que a country song é o tipo de música que fala com o coração, é mais sincera, orgânica por assim dizer.
You and Tequila possui um refrão forte e o clipe uma delicia, provavelmente o melhor dessa lista. Mais uma vez ele tem uma imagem granulada, o ruído do filme, que eu adoro e acho charmosíssimo. E existe uma brincadeira com a luz ambiente no vídeo que é encantadora, os takes feitos no bar quando eles tomam tequila também são interessantes, é um olhar que sai um pouco do obvio. Um clipe realmente incrível de se ver.

Taylor Swift – Ours

Taylor é uma queridinha minha, tem sido minha cantora country favorita há algum tempo. Adoro a sinceridade de suas músicas, Ours quando saiu o álbum Speak Now me atraiu a atenção fácil e fiquei feliz que tenha sido escolhido como single.
Esse clipe nem possui o granulado como os outros dois anteriores, mas tem uma dupla fotografia que eu achei encantadora. Enquanto Tay está no trabalho é tudo muito pastel, muito bege e sem graça, mas as memorias e o momento em que ela vai ao encontro do par romântico isso muda, ganha um colorido suave, que assim como a música dela me lembra contos de fadas

Lady Antebellum – Just a Kiss

Outra música country. Just a Kiss eu acho que é a canção mais romântica, fofa e doce que eu já ouvi. Dica, se alguém dedicar ou lhe der essa música, é amor e ponto final.
Por isso me irrita um pouco que o clipe seja um gigantesco comercial, no entanto ainda mantem um caráter doce que faz estar presente aqui. Gosto desse roteiro ao reverso do vídeo, onde só vemos os protagonistas se conhecendo no final e é quando notamos que isso foi um amor de passagem. Aqui também há uma brincadeira com a luz como no clipe de You and Tequila, não é tão incrível como no vídeo anterior, mas é muito bom. Ajuda a dar o clima da música.

 

Joyce Jonathan – Tant Pis

Joyce Jonathan é uma cantora francesa que eu conheci recentemente, não tem nem um mês. Fiquei encantada com a voz dela, é o tipo de voz que você ouve e não consegui se sentir mal enquanto escuta, é meio que um abraço caloroso.
Esse clipe achei fantástico, tem como todos os outros uma fotografia suave, uma luz agradável e nada brusco ou estourado. O roteiro brinca com o surreal e assim como Just a Kiss é feito no reverso, vamos vendo o casal rejuvenescendo no decorrer da canção. Um mimo por dizer. E o clima de outono me encanta, não sei explicar, mas sempre que penso na França imagino o país no outono.

 

 

Link permanente 1 Comentário