Sobre Como O Amor Me Parece

janeiro 28, 2013 at 5:17 pm (aleatorias)

Glee3x215

Tenho pensado essa ultima semana “How Love Look Like”. Vocês já param pra pensar nisso? Como seria a sua versão de menina de conto de fadas Disney? Acho que todo mundo tem isso, um amor idealizado que gostaria de viver.

Para algumas pessoas é o tradicional conto de fadas Disney com seu príncipe encantado perfeito em cavalo branco. Às vezes o cavalo branco vira um carro de ultima geração, às vezes o príncipe é um rebelde semi-regenerado que ainda conserva um toque de selvageria. Tem vezes que o príncipe é uma princesa. E tem aqueles que não se importam com quem, mas como. Como se dá essa relação, o quanto ela é estável. São as pessoas do “eu procuro a paz de um amor tranquilo”.

Eu nunca soube me explicar muito bem, não sem usar exemplos. Sempre precisei de algo pra me basear. Durante minha adolescência eu procurava um amor Jeyton (OTH referencia). Eu queria encontrar alguém com quem eu me sentisse segura e amparada, mas que essa pessoa me deixasse livre para cometer a maior burrada da minha vida.

Eu nunca fui de entender essa historia de lutar para provar um amor. Amar já não é prova suficiente? Acho que quando se ama alguém fica estampado na sua testa. Pergunte aos meus amigos, eles sentem (mesmo os que moram longe) ao redor de mim uma espécie de aura com o nome dela.

Com o tempo fui crescendo e entendi que a liberdade é minha, as escolhas são minhas e ninguém tem que dar ou fazer isso por mim. Minhas escolhas, minhas decisões, minha liberdade, minha vida. Não que Jeyton tenha deixado de ser amor e um dos meus casais favoritos. Mas modelo do que eu quero, acho que não.

Então o que parece amor pra mim? Amar é algo que me assusta, eu tenho um medo de ser tola e parecer frágil e eu quando ama, por assim dizer meio que fico assim ou me sinto assim. Eu continuo procurando alguém que me dê segurança e que me reconforte que me veja sendo tola e ria e decida que vai ser tola junto comigo.

“I Want someone to be brave and want me back”. Eu quero alguém com quem eu possa fazer declarações que irão me deixar um pouco assustada e que mesmo que esse alguém fique um pouco assustada também que o susto não seja o bastante de inibi-la a falar que eu não precisar ficar assustada.

Eu quero um amor que pareça com isso:

 

“Sophomore year I used to sit in this back row and secretly watch you. I counted the times you’d smile at me and died on days you didn’t.”

 

Link permanente Deixe um comentário

The Carrie Diaries – 1×01 – Pilot

janeiro 16, 2013 at 12:59 am (Opinião)

S1TCD-Cartaz

 

Eu fui uma adolescente que viu Sex And The City, daquelas que se reunia com as melhores amigas e ficava discutindo quem era quem. Obvio que quem me conhece sabe perfeitamente que sou uma Miranda e que gosto de ser assim. Carrie é Carrie e eu nunca tive pretensão de ser como ela.

Como eu disse, Carrie é única e a remota ideia de que outra pessoa pudesse interpretar a personagem sem ser Sarah Jessica Parker não me agradou. A ideia de que a CW iria revisitar o universo da série não me agradou. Pra que mexer no passado? Deixa ele onde está, as coisas estão bem do jeito que estão. Séries dos anos 80 na minha cabeça não dá certo, série dos anos 80 que é prequel de um marco da televisão isso é sinônimo de desastre.

É algo da natureza humana, se estamos diante de um desastre, bem, olhamos diretamente para ele. Foi assim que mesmo sendo contra acabei vendo o piloto de The Carrie Diaries. Que bom que fiz isso.

O clima dos anos 80 não estava errado, não me irritou, pelo contrario. As roupas, as músicas, a edição, a fotografia. Enfim, toda a parte técnica desse piloto foi deliciosa, cativante e conquistadora.

Quanto a Carrie, AnnaSophia Robb não é Sarah Jessica Parker e não tem aquele nariz. Porém ela é uma atriz que eu já gostava antes (Ponte para Terabítia e Em Busca da Felicidade são duas excelentes atuações dela) e acho que ela deu conta do recado. Ela encontrou a essência que move nossa Carrie e que fara dela a personagem construída por Sarah. Além disso, pra mim Carrie é muito mais o seu cabelo que seu nariz.

O que mais gostei foi que essa é uma série teen, mais que isso, é uma série onde a mocinha-protagonista não é movida e transformada pelo seu amor por um cara épico e idealizado. Não, essa é a historia dela se descobrindo por ela mesma. O cara está lá, ele é épico e idealizado, mas ela olha bem pra ele e diz não!

É, The Carrie Diaries, eu gostei do seu piloto, por favor continuemos desse jeito.

 

P.S.: Freema Agyeman pegou uma personagem bem mala.

Link permanente Deixe um comentário

Sobre Uma Saudade

janeiro 15, 2013 at 3:25 am (aleatorias)

tumblr_l9mxonuMF91qztlumo1_500

Estava tudo bem, estava tudo certo até o dia que acabei sonhando com você e acordei cantando músicas tristes. Há quantos meses não pensava em você? Mentira, eu pensei em você sem parar no ultimo mês, seu aniversario se aproximando e nem mesmo em 3 vidas eu conseguiria esquecer a data.

Queria poder te ligar, queria poder te dizer qualquer coisa, mas não posso. E eu estava bem com isso agora, estava bem até ver suas fotos por acaso, num misto de acidente e curiosidade e lembrar que eu amava o seu sorriso. Lembrar que eu me apaixonei por essa sua eterna cara de criança e esse sinal logo abaixo do olho que me lembra uma lagrima triste e que tanto combina contigo.

Suas fotos também me lembraram de quão artística e incrível você consegue ser e me fez perguntar se você gostaria das fotos que eu faço hoje em dia ou dos textos que tenho escrito. É mesmo hoje sua opinião ainda é capaz de validar ou desvalidar tudo.

Essa sou eu com saudade de você, não. Estou com saudade de fazer parte da sua vida, de ser autorizada a dizer que sinto saudade da sua voz e do seu riso único. Saudade de te abraçar e de sentir você se encaixando tão perfeitamente em meus braços e de sentir você me consolando. Estou com saudade de ouvir você falando e falando e pensar “Afinal quem é anjo de quem”.

Link permanente 1 Comentário

Sobre 365 Projetos

janeiro 3, 2013 at 3:33 am (aleatorias)

 

Todo ano eu tento bolar um plano para mudar minha incrível habilidade de largar as coisas na metade. Sempre sou péssima em concluir projetos, fico com preguiça, perco o interesse e sei que preciso dar um jeito nisso. Porém uma coisa eu sou boa, desafios, eles me motivam, então vou desafiar a mim mesma em 3 projetos diferentes.

1º 365 Pictures Project

Simples, me desafio a fazer uma fotografia por dia e postar num álbum do flickr.

2º 365 Filmes

Isso é uma ideia roubado do Duds, tentarei assistir 365 filmes durante o ano, vale rever filmes, entretanto eles só contam uma vez na lista. Logo posso fazer Rent, mas mesmo que eu assista 3 vezes por mês só fica válido uma vez na lista. E para provar que estou fazendo isso posto minhas opiniões no meu tumblr pessoal.

3º 365 Pilotos de Séries

Por últimos  mas não menos importante meu projeto 365 em parceria com o Sil. O objetivo é ver 365 pilotos de séries por ano, mesmas regras do desafio de filmes. Pode rever piloto do Lost, mas só conta uma vez. E comprovando nossa contagem abrimos um tumblr, assim ficam sabendo as nossas opiniões sobre o que vimos.

Com três projetos encaminhados quem sabe ao menos um eu não consiga concluir.

Link permanente Deixe um comentário