Sobre Os Albuns de Setembro

setembro 19, 2012 at 1:27 am (Opinião)

Saíram tantos álbuns esses últimos dias que resolvi fazer esse post de opinião. Por que me bateu uma necessidade enorme de escrever e tudo vira motivo. Ia fazer no facebook pra poder debater com os amigos, mas são tantos álbuns que merecia um espaço no blog.

 

Imagine Dragons – Night Visions

Faixa Favorita: It’s Time/Bleeing Out

 

Conheci a banda quando vi no twitter o Dud’s reclamando do Darren Criss estragando It’s Time, como confio bastanto no gosto dele resolvi dar uma chance e ir ouvir o álbum. Estava certa, adorei a banda, bem o meu estilo de música. Uma típica banda indie, nem sei dizer se a sonoridade dele pode ser considerada experimental, mas quando escuto me lembra essa palavra. A voz do Dan Reynolds é cativante. Para quem gosta dessa coisa meio diferente, menos radiofônica acho o álbum uma ótima pedida.

 

Banda Uó – Motel

Faixa Favorita: Cowboy

 

Conheci a banda de tecnobrega com Shake de Amor, tocava numa balada que eu frequento. Gostei do som, achei irônico, bem humorado e acima de tudo bem feito. Depois conheci as outras musicas do EP da banda e fiquei encantada. Para esse primeiro álbum eu esperava algo mais próximo do EP, mais faixas como O Gosto Amargo do Perfume e Rosa, não foi o que aconteceu e o cd não me cativou tanto quanto imaginava, ainda assim gostei bastante e sem duvida os destaques são Cowboy e Búzios do Coração.

 

Carly Rae Jepsen – Kiss

Faixa Favorita: This Kiss/ Tonight I’m Getting Over You

 

Não sou muito de ouvir pop radiofônico. O mais próximo disso que gosto é Demi Lovato e sejamos sinceros, ela chegou às rádios agora com seu terceiro álbum. Entretanto foi impossível ficar indiferente ao sucesso de Call Me Maybe, com tudo para odiar a musica e Carly Era, eu gostei. E gostei bastante desse álbum, a parceria com Owl City talvez seja a melhor faixa do álbum, em minha opinião, e nem mesmo a parceria com o Justin Bieber ficou ruim. O som é bem pop e pode ser considerado adolescente para a idade dela, mas eu sou uma eterna adolescente, logo não vou julga-la por ser igual. This Kiss e Tonight I’m Getting Over You tem letras que me conquistaram e são altamente twitaveis.

 

P!nk – The Truth About Love

Faixa Favorita: Just Give Me A Reason

 

Como é bom ter um disco novo da Pink para ouvir, não que eu me canse dos anteriores, mas né, deu pra entender. Acho que poucas cantoras POP ou radiofônicas fazem musicas de tanta qualidade quanto ela. Outro trabalho lindo, fora da mesmice, com personalidade, emoção, algo bem a cara dela. Pink, sua linda, vem aqui me dar um abraço.

 

Mika – The Origin Of Love

Faixa Favorita: Popular Song

 

E o premio de melhor album pop do mês é sem duvida do Mika. Adoro o primeiro álbum dele, acho incrível e isso serviu pro segundo ser bem decepcionante, estava em duvida se ele iria conseguir lançar um novo Lollipop ou um Happy Ending. Ele conseguiu, chega ser difícil dizer qual musica é a melhor do disco. Popular Song só é facilmente minha favorita pelo golpe baixo de usarem trechos de Popular do musical Wicked. Algo o disco como um todo é incrível, divertido e interessante, principalmente as musicas em francês.

 

The Killers – Battle Born

Faixa Favorita: Heart of a Girl

 

Guitarras fortes, vocais no ponto, no meio de tanta gente tentando ser diferente e soando tudo igual o The Killers me faz esse album que é uma coisa sem explicação. Confesso que não sou de ouvir muito os álbuns anteriores da banda então nem sei dizer se houve amadurecimento ou mudanças, eu sei que eu gostei e a partir de hoje irei ouvir com mais atenção os meninos.

 

The Script – #3

Faixa Favorita: Hall Of Fame

 

Adoro The Script e a musicalidade do Danny, infelizmente nenhum album conseguiu me conquistar tanto quanto o primeiro, mas nem por isso eles são ruins. Já devo ter escuta umas 6 vezes o #3 completo e gosto bastante, ainda não me apeguei a faixas e provavelmente nem vá, mas é um som bom de se ouvir e merece ser conferido. Hall Of Fame, parceria com Will.I.Am, fruto do trabalho em The Voice Uk ficou bem incrível.

 

Nelly Furtado – The Spirit Indestructible

Faixa Favorita: The Spirit Indestructible

 

Toda a maturidade que falta na Carly Era sobra na Nelly. Eu não tinha acreditado no potencial do álbum quando escutei o preview, mas agora ouvindo completo ele me convence. Furtado sabe fazer musica, porém ainda não me tocou, não é algo que eu acorde querendo ouvir, vai ver eu tenho gosto pelo questionável. Ainda assim as musicas com a pegada reggae muito forte me desagradaram, mas acho que é implicância com o estilo.

Green Day – Uno!

Faixa Favorita: Oh Love

 

Fiquei um pouco frustrada com o album. Adoro Green Day desde a adolescência, mas esse algo me soou tão genérico. Não foi propriamente ruim, mas nada memorável, nenhuma Boulevard of Broken Dreams, Wake Me Up When September Ends, 21Gums ou mesmo uma American Idiot. Acho que só gostei mesmo de Oh Love, mas ainda escutarei algumas vezes antes de esquecer o disco e quem sabe não mude de ideia.

Anúncios

Link permanente 1 Comentário

Sobre a Cor Cinza

setembro 14, 2012 at 3:01 am (aleatorias)

Tanta coisa acontecendo, tanta coisa mudando e tantos temas para escrever, mas vamos aos poucos e com calma pra eu não me perder mais do que o habitual entre minhas letras.

Vocês lembram daquele lance de a moral do dia do desenho do He-man? Recentemente eu vivi uma lição do dia, o mundo não está dividido entre amigos e inimigos. Na verdade eu já deveria ter aprendido isso há muito muito tempo. Quem me conhece sabe como eu sou cabeça dura, porém acho que dessa vez eu aprendi.

Amigo não é aquela pessoa com quem eu me importo cegamente, não. Não basta ter respeito, admiração e confiança do meu lado, é preciso que isso seja mutuo. E a cima de tudo que isso seja sincero. Recentemente percebi que muitas pessoas que eu imaginava serem meus amigos, que eram sinceros e honestos comigo não eram.

Tem gente demais me querendo como psicólogo, desculpa, mas eu nunca faria psicologia e mesmo que fizesse, bem, você teria que pagar e agendar uma consulta. Afinal, eu nunca trabalharia de graça.

Também estou de saco cheio das falsas preocupações, pergunta como eu tô por educação e depois tem que lidar com a minha honestidade de contar que bem, tudo anda de perna pro ar. Ai é obrigada a dizer que isso é uma barra, que eu tenho que ser positiva, que quer me ajudar, que está aqui pra mim.

Bullshit! Não se importa, não se preocupa, apenas está fazendo o seu papel social para depois poder dormir com a consciência tranquila. Por favor, não façam isso comigo, eu não preciso e nem quero esse tipo de comportamento perto de mim.

Agora eu sei que esse tipo de pessoas não são meus amigos. Como eu disse a cima, o mundo não está dividido entre amigos e inimigos, não é tudo preto e branco. Existem muito mais do que 50 tons de cinza. Conheço muita gente, tenho pouquíssimos, mas pouquíssimos amigos mesmo. Dentre os conhecidos alguns eu espero que morram, outros são completamente indiferentes na minha existência, boa parte não me faz mal, não me ajuda, entretanto não faz mal e ai é deixar seguir o curso deles.

Tendo a ajudar mesmo aqueles que não sou amiga, é da minha natureza. Não vou deixar minhas coisas de lado por essas pessoas, mas ajudo como posso, escuto e respondo como sempre, porém não se iluda achando que lhe considero meu amigo.

Link permanente Deixe um comentário