Sobre aquilo que dizem sobre mim…

agosto 29, 2011 at 1:54 am (aleatorias)

O que somos, deixamos de ser… É complicado tentar nos definir, algumas vezes alguém de fora pode ter uma ideia melhor de nós mesmos. Por isso eu peguei alguns de meus amigos para falarem… Então vamos ver o que eles dizem sobre mim

O que o Mauricio diz sobre mim: Tome cuidado. Chegue com calma. Não abuse. Não se deixe levar pelo sorriso largo. Camila não é clichê. Camila é incomum. Quer saber como conquistá-la? Seja sincero e vá com calma. Olhar curioso e voz moleca. Camila é incomum. Sabe lidar com o inesperado e tem resposta pra tudo. Sabichona e metida à esperta. Ela é incomum. Irredutível. Defeituosa e marrenta. Torce o nariz quando escuta um não, lhe sorri quando escuta um sim. Carente, mas she’s not a stupid romantic girl. Camila é Camila. Toda fora do comum.

O que a Letícia diz sobre mim: Força, intensidade, inconstância. Palavras de grande impacto realmente combinam com pessoas de grande impacto, que deixam marcas, sentimentos, ou seja, que deixam a sua devida importância por onde quer que passe. A conheço e vejo tudo isso nela, vejo que em momentos ela encontra força onde é quase improvável de encontrar, mesmo que ela não tenha consciência disso. Se preocupar, cuidar, virtudes que a caracterizam perfeitamente quando o assunto é amizade. Mas resumidamente, pode-se dizer que a sua vida parece uma série teen de televisão, sabe aquelas que a gente vicia em assistir todas as semanas? Então. Cheia de dramas, histórias engraçadas, amizades que vão e vêm, amizades que ficam, rolos e afins. É gostoso de ver e mais ainda de fazer parte. Acredito que em meio a tantos apelidos existe uma essência que é única, defeitos e qualidades únicas que se juntam em tamanha sintonia e completam uma pessoa tão maravilhosa com um jeito totalmente Peyton E. Sawyer de ser.

O que a Pink diz sobre mim: Pretty pretty please don’t you ever ever feel Like you’re less than fucking perfect Pretty pretty please if you ever ever feel Like you’re nothing you’re fucking perfect, to me

O que o Sil diz sobre mim: Costumo me identificar com as pessoas pelo que odeio em comum. Gostar é fácil. Quando gostamos de alguma coisa, o coração fica aberto por natureza e achamos tudo lindo. Mas quando não curtimos algo, isso já revela um pouco da nossa personalidade. (Ao menos é um pouco disso que acredito). Com a Camila foi sobre o ódio por coisas sérias de mais. Começamos a conversar e percebemos que não existe muita tolerância com pessoas que não têm senso de humor ou não sabem se divertir, mesmo que isso signifique rir de si mesmo.

Falta de humor, com toda certeza, não é um dos defeitos que pertencem à senhorita Cerdeira. Depois de muito pensar, acredito que o maior defeito ou aquele que mais se sobressai é o de não ter limites. Todos nós, querendo ou não, temos limites. Camila, não é uma exceção, mesmo que pense o contrário. E por não admitir que tenha limites é que passa por grandes momentos de… não saber o que fazer.

Como disse lá no inicio, nossa identificação e amizade se desenvolveram sobre aquilo que odiamos e, fracamente, odiamos mostrar fraqueza. Sendo que isso inclui até os momentos em que temos vontade de pedir colo. Mas não fazemos. Pode ser por orgulho ou simplesmente não saber como. Afinal, nem todo mundo é especialista sobre o comportamento humano, né?

O que a Taís diz sobre mim: Camila Cerdeira… O que falar sobre essa menina arretada? Dona de um coração enorme, sempre pronta para amparar os amigos, aconselhar, dar puxão de orelha. Mas se engana quem acha que ela é esse doce todo. Vai tentar falar mal da cantora favorita dela ou das séries que tanto adora para ver o bicho de sete cabeças em que ela se transforma. Sim, porque Camila é o tipo que não leva desaforo pra casa e fala a verdade sempre na lata, doa a quem doer. Enfim, podia ficar enrolando por horas e mais horas, mas para resumir, Camila é o tipo de pessoa sincera e divertida que você quer ter sempre por perto, tanto nas horas boas como nas ruins.

O que a Katy Perry diz sobre mim: ‘Cause there’s a spark in you…Baby, you’re a firework Come on let your colors burst Make ‘em go, “Aah, aah, aah” You’re gonna leave them all in awe, awe, awe

O que a Milinha diz sobre mim: Pra mim ela é a Angel. Sim, as nossas idéias são sempre contrárias. Eu digo branco, ela diz preto. Guerra do gelo e do fogo. Áries e libra. Dona de um riso bom, solto. Pernas (opa!) e abraços melhores ainda. Um jeito particular de falar, gesticular e ouvir. É como uma mãe, preocupada, atenciosa com um lado oculto fofinho, pelo menos comigo.

O que a Mei diz sobre mim: Mesmo sendo mais nova ela é a irmã mais velha. Aquela que você sabe que tem algo importante pra dizer. Que você sempre para pra escutar e dar a razão. A Camila sempre foi assim: Forte, inteligente, perspicaz. O tempo passa e essas qualidades só a definem mais. Às vezes indecisa, é verdade. Mas é sábio ficar em dúvida e levar em consideração a opnião dos amigos. Camila sempre foi um porto seguro p
porto seguro pra mim, aquela pessoa que você sabe que pode confiar de todas as formas. Que eu defendo com unhas e dentes e sei que a recíproca é verdadeira. É aquele tipo de pessoa que dá gosto tá perto e chamar de amiga.

—-

E você tem o que a dizer sobre mim?

Anúncios

Link permanente 1 Comentário